Lab Rats - Adam e Chase


BY: adamdavenport609 CHASE

Adam sempre gostou de me provocar, em todos os sentidos possíveis. Ele adorava mostrar como ele era maior do que eu, mais forte e musculoso, por esse motivo sempre que estávamos sozinhos ele andava sem camisa e calça, ostentando sempre um volume pesado em sua cueca.

Adam sempre foi folgado, preferindo assim samba canção, mas de um tempo pra cá (até para se exibir mais) ele andava sempre de cuecas apertadas e brancas.

Isso tudo só servia para me deixar com água na boca, me obrigando a bater uma no banho.

Nós banhos sempre tive a tentação de invocar meu bastão de plasma, eu iria apoiar no box e diminuir de tamanho até onde ficasse humanamente possível introduzir, e então forçar sobre meu botão virgem e apertado.

Porém decidi que se perderia minha virgindade anal com alguém seria com o Adam. Ele mal sabia mas era meu dono, eu toparia qualquer coisa por ele, independente do que ele propossemos .

Oque acontece é que essa proposta nunca chegava e isso me fez ter de agir, se quiser provar do leite do Adam teria de tomar uma atitude.

Despi minhas roupas e resolvi também ficar de cueca, ainda que a minha cueca boxer não fosse nem um pouco tão imponente quanto o modelo branco da Calvin Klein suada que o Adam estava usando no dia.

Adam estava treinando, fazendo barras de cueca. Seu corpo suado, sua cara de esforço, seus músculos flexionados... já senti algo mexendo em minha cueca, precisava do Adam como um inseto precisa da luz, mas resisti e apenas passei por ele, sabia que ele notaria.

Logo que passei ele olhou, fixou no meu traseiro, mas se sentiu intimidado, era ele quem exibia o corpo, foi quase como ver outro leão entrar na matilha. Ele logo parou oque estava fazendo e foi até mim:

- Chase, oque está fazendo? Tentando me mostrar oque acontece se não fizer minhas abdominais?

A velha troca de insultos, eu amo isso:

- não Adam, na verdade estava apenas delimitando território, sabe que na natureza quem tem o maior manda?

Adam riu:

- E oque raios você pensa ser maior que eu? Você tem a metade do meu tamanho

- Em estatura talvez sim, mas não estava falando exatamente disso.

Nesse momento resolvo apostar tudo, abaixo a cueca e mostro minha rola. Ela não era pequena, na verdade estava acima da média, não tinha pelos já que raspava, mas ela era cheio de veias e com uma cabeça grande e bem rosada.

Adam por um tempo ficou sem reação, ele olhava fixamente para o meu pau. Sua cara era de surpresa mas logo ele recuperou seu sorriso bobo (e fofo, mas que agora ganhava um tom de malícia) ele apertou bem sua mala antes de puxar a cueca branca e revelar um pênis grande e grosso, um pouco torto para a direita (oque me fez imaginar), sua cabeça era grande mas estava parcialmente coberto por pele, Adam era capado, foi uma ótima surpresa.

Naquele momento e aproximei, era o maior pênis que já vi, ele ria, mal imaginava que esse sempre foi meu plano.

- Eai irmãozinho? Não vai me parabenizar?

Não sei se isso foi de fato uma abertura, mas não pude mais resistir, ajoelhei e enfiei na boca tudo oque pude aguentar.

Adam assustou de início mas aos poucos pude comecei a escutar seus gemidos, Adam estava me implorando por mais, mal pude acreditar.

Nesse momento ele pega meus cabelos e puxa pra frente, seu pênis preenche minha garganta e seu pré gozo pode ser sentido escorrendo por ela. Meus olhos lacrimejam, ele me permite respirar e quando retiro o seu pênis da minha Boca vejo o cordão de esperma que une minha linguá a cabeça avermelhada do pau de Adam.

Nesse momento nos olhamos, ele está com a respiração pesada, mas me encara, nesse momento levanto e coloco as mãos em seus peitos, ele segura forte meus braços e ambos sabemos onde isso acaba. Um beijo, um choque de línguas, independente do quanto a minha lutasse a dele sempre mostrava superior.

- Adam eu...

Não tem conversa, ele me empurra até uma mesa, joga as coisas de cima, me deita, eu sei oque vai acontecer, esperei tanto por isso, ele segura minhas pernas pra cima, olha para meu cu, fechadinho e pronto para ser arrombado.

- Adam, vai com calma, eu ainda sou vir...

Nesse momento Adam enfia parte do seu Pinto, forçando bruscamente meu buraco a se abrir perante a força do meu dominador.

-Chase, vamos deixar algo claro aqui - diz ele ainda com parte do pênis em mim e começando a me enforcar - sou eu quem da as ordens aqui - ele penetra mais me causando um tipo de dor que nunca senti antes - você entendeu? - eu apenas choraminguei oque fez ele introduzir mais e apertar mais forte - entendeu?

Fiz que sim com a cabeça, meu pau nunca este e tão duro, e então quando Adam terminou de por eu senti, quase como um choque que espalhou uma sensação de prazer que me atingiu tão forte que me fez gemer auto pelo nome do Adam, oque fez ele sorrir e estocar... cada... vez... mais... forte... mais.... rápido... mais .... fundo... o suor... meu gemido... nossos gemidos... se misturavam... éramos agora mais que irmãos... eramos um.

Adam então se preparou pra estocada final que atingiu bem minha próstata me fazendo gozar mesmo sem ter tocado meu pênis.

Ele então despluga, meu ânus está escorrendo seu esperma, ele pega minha cueca boxer do chão, passa por seu pau limpando o resto de gozo e joga em mim, aquilo me encheu de tesão mas ele não olhava mais pra mim, teria sido isso tudo um erro.

-vou tomar banho - disse ele sem olhar para minha cara oque me fez sentir como um mero objeto do prazer de Adam, estaria eu disposto a ser apenas isso (a resposta é sim, claro) Mas então ele da uma olhada pra mim com seu sorriso que agora tinha outra conotação pra mim -gostaria de me acompanhar?
        



Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

Zack e Cody - O brinquedo erótico do meu irmão


Online porn video at mobile phone


cara parrudocadeirante pauzudoraffa_kachupando meu amigo heterocontos crossdressingultimos contos eroticos gayrego peludocontos eroticos meu cunhadocontos eroticos gay 2015últimos contos gayscarteiro gayconto gay primeira vezcontos gays 2016contos eroticos meu cunhadoencoxada gay no onibusmeninos dando o cu pela primeira vezconto gay padreúltimos contos eróticos gaycara parrudoconto erotico gay ubercontos eroticos de crossdressercontos gay amigoúltimos contos gaysconto erotico gay padreme comeram no onibustravesti patycontos glscontos eróticos crossdresserfodasse meu irmaofodasse meu irmaodando pro chefe gaycontos gays sitecontos gay ultimoúltimos contos gaysconto gay medicogay ruivopapai me comeu gaycontos gay últimossexo gay com meu padrastoencoxada gay no onibusfunkeiro de pau durocomendo meu enteadofunkeiro de pau durocontos eroticos gay 2015chupando meu amigo heterocontos eroticos gay novinhoscontos gay familiacontos gay 2015salva vidas gostososcontos eróticos gay primorego peludoúltimos contos eróticos gayschupando meu amigo heterocontos eroticos de pai e filhocontos gay zoofiliacontos eroticos troca trocacontos eroticos entre irmãossalva vidas gostososnegao gordo gaycontos gay amigostravesti patyultimos contos gaysultimos contos gayfunkeiro de pau durocontos incestos gaysfunkeiros gostososcontos gay ultimos contosultimos contos eroticos publicadoscontos gays sitecontos erotico por categoriacontos bissexuaisconto gay padrefunkeiro de pau duro