Namorado me pegou dando pro Padrasto


BY: Eduardo22 Fiquei um pouco sumido daqui, estou trabalhando bastante mas preciso contar a vocês o que aconteceu desta vez.
Na última vez acabei tendo uma recaída e transei com meu padrasto enquanto minha mãe estava viajando, até então tudo bem, mas o que aconteceu ontem (sábado) me deixou muito maluco e preciso compartilhar com vocês.
Como vocês sabem tenho um trabalho administrativo durante o dia e a noite executo meu trabalho autônomo de fotógrafo, namoro com o Daniel (ursinho) e agora estou montando meu estúdio fotográfico junto com ele.
Ontem estava organizando umas coisas no estúdio, colocando uns quadros e aproveitei pra levar os últimos móveis, incluindo o sofá que minha mãe me deu, meu namorado não pode me ajudar pois teve aula o dia todo na faculdade em outra cidade, então comentei com a minha mãe e ela pediu para que o Lucas (padrasto) me ajudasse a transportar e a organizar todo o estúdio.
O clima entre nós depois da ultima vez que fizemos sexo deu uma esfriada, foi como se estivéssemos com saudade do corpo um do outro e do magnetismo intenso daquele pau gostoso com meu cuzinho e aconteceu tudo aquilo, depois disso nos afastamos. Lucas sempre me tratou bem, mas ultimamente ficou mais reservado, até porque o meu namoro com o Daniel vem ficando mais sério a cada dia.
Fomos cedo pra lá ontem, ele me ajudou a limpar, organizar, colocar alguns quadros e decidimos deixar para levar o sofá após o almoço, estávamos cansados e assim fizemos. Aproveitamos para tomar uma ducha pra tirar o suor do corpo, almoçamos e por volta das 14:30 finalmente decidimos levar o bendito sofá pro estúdio.
Nos últimos dias passei a ter uma alimentação mais saudável, estou cortando muitos doces, carboidratos e porcarias e o resultado disso está sendo um emagrecimento maravilhoso, porém todas as minhas roupas estão ficando largas e os shorts caindo facilmente. Ao chegar no estúdio descemos da picape, descarregamos o sofá e tivemos que subir 50 degraus, graças a Deus o sofá era leve, mas ao chegar na minha sala meu shorts simplesmente escorregou e fiquei com a bunda de fora e com o sofá na mão. Meu padrasto ficou um pouco sem graça, mas logo riu e aproveitei pra erguer a bermuda. Pedi a ele que descesse e trancasse a porta para que pudemos organizar os últimos detalhes da mudança, apesar de ser um bairro bom morro de medo de assaltos.
Preparei um café pra gente e começamos a conversar sobre o trabalho, expectativas com essa nova fase, por um momento até esqueci do meu celular no silencioso, nem lembrava da existência do meu namorado, meu padrasto sempre foi muito bom comigo e estar ali com ele simplesmente me faz muito bem, não só pela química mas sim por sua gentileza, beleza e carinho.
Estávamos finalizando a organização e ele me perguntou como o Daniel estava e sobre a nossa relação também, respondi que estava tudo bem mas que com toda essa correria estávamos deixando alguns assuntos de lado e acabamos nos afastando sexualmente um pouco. Lucas riu e me perguntou como alguém conseguiria ficar longe do meu cuzinho por tanto tempo. Fiquei um pouco sem jeito e joguei: “como você está aguentando?” Ele se aproximou de mim, apertou minha bunda e disse: “quem falou que estou aguentando? Mas agora ela é minha novamente!”.
Estava sem reação, o cheiro daquele homem, seu toque me faz tremer por inteiro, ao mesmo tempo a única coisa que me vinha a cabeça era o Daniel, será que estaria prestes a fazer algo “errado” novamente? Ou o por que não fazer? Não deu muito tempo pra pensar e quando vi sua língua já estava em minha boca e nossas mãos deslizando pelos nossos corpos, que delícia de tesão, calor, meu cuzinho já estava piscando de alegria por imaginar aquela rola gostosa me penetrando. Lucas me arrastou até o sofá, sentei no seu colo como se estivesse cavalgando, ficamos nos beijando um bom tempo, até que sua mão deliciosa começou a passar pela minha bunda e seus dedos circulando o meu cuzinho apertado. Ele parou de me beijar por um instante e disse: “eu gosto de você, amo o seu corpo, você me deixa louco menino”, aproximou seu dedo da minha boca e eu entendi o recado, chupei o dedo dele como se fosse seu pau, deixei molhadinho pra ele começar a penetrar meu cu e assim foi. Dedo por dedo entrando e massageando de uma forma surreal, eu gemia entre os beijos e ele urrava de tesão. Deixei ele brincar a vontade com o meu cuzinho e deixar o buraco livre pro seu pau gostoso. Tirei a camiseta dele e pude sentir seu peitoral peludo, não muito mas de forma que faz qualquer um querer lamber, comecei a deslizar a língua enquanto ele me arrombava com seus dedos, chupei mamilo por mamilo e fui descendo até seu mastro gostoso. Seu pau estava duro e babando, mergulhei meu rosto na sua virilha, lambendo seus pelos pubianos até chegar no seu saco que estava cheio de porra pra me alimentar, chupei bola por bola e em seguida deixei ele afundar aquele cacete maravilhoso na minha garganta, ele colocou inteiro na minha boca e forçou minha cabeça até engolir tudo e fiquei assim por alguns segundos até precisar respirar novamente.
Ele me deitou no sofá e na posição contrária, 69, se deitou sobre mim, apoiando todo aquele cacete na minha boquinha que não cansava de mamar. O seu gosto é maravilhoso e apertava sua bunda enquanto chupava. Uma bunda de urso durinha, gostosa, branquinha que poderia dormir sobre ela todas as noites.
Meu padrasto se levantou ergueu as minhas pernas e com um tapa na minha bunda iniciou a penetração, em meio aos meus gemidos não pude escutar quando a porta da escada se abriu, de repente meu namorado surge na escada e eu congelo. Olhei para o meu padrasto e tentei acenar pra ele parar, mas ele continuava fodendo o meu cuzinho, não havia percebido porque estava de costas pra escada. Olhei para o meu namorado e ele apenas fez sinal para que eu ficasse quieto, eu não estava entendo nada. Estava nervoso, senti minha mão gelada e de repente todo o prazer que eu estava sentindo sendo comigo pelo gostoso do meu padrasto havia sido interrompido. Imaginei que ele fosse brigar, fazer o maior escândalo mas ele simplesmente apertou a bunda do meu padrasto, que levou um susto e tirou o pau do meu cu de uma só vez, fazendo com que eu sentisse um vazio dentro de mim, assim que aquele cacete saiu meu namorado ajoelhou e começou a mamar meu padrasto, ele estava sem entender nada, olhou pra mim perdido, mas deixou ele mamar um pouco e tirou de uma vez o pau da boca dele. Daniel se levantou e mandou continuarmos o que estávamos fazendo, sentou-se na mesa do computador e disse que iria assistir aquela cena e que depois que ele gozasse conversaríamos sobre o assunto. Tentei argumentar e ele mandou eu calar a boca e dar pro Lucas. Meu padrasto que continuava ereto ficou em silêncio constante e voltou a me fuder ainda mais forte do que antes, apesar do nervoso, me entreguei a ele novamente e para mim era como se só existisse nos 2 naquele estúdio. Ouvia os gemidos do meu namorado que estava cheio de tesão, de repente meu padrasto começou a ficar ofegante e disse que iria gozar, Daniel então se aproximou da minha boca e me encheu de leite, tinha muita porra, no meu cu e na minha boca.


Continua...


Gostou do conto? Me mande uma mensagem, vamos trocar uma ideia ou nude que seja.... DDD 19 CEL 9 9 4 0 6 6 0 4 6.



Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

 


Próximo Conto

A Lei do Lobinho. REAL


Online porn video at mobile phone