Sexo com um padre negro e lindo


BY: zensilva Pra mim todo padre é viado independente de dar cu ou não ou ser bissexual, mas uma coisa é certa eles gostam de se deitar com homens principalmente mais novos. Sou de uma família que vai à igreja quando sobra tempo ou quando nos convém, nasci numa cidade onde há bastantes igrejas principalmente católicas e protestantes com nomes bem engraçados por vezes patéticos e duas em homenagem a uns santos cuja existência desconhecia kkkk. Toda vez que eu ia à missa ficava de olho nos garotos ( inclusive os coroinhas) e no padre um meio loiro que parecia ser bem gostoso e safado tinha um sotaque estrangeiro e era muito cuidadoso com OS fiéis, eu não era de frequentar a casa paroquial nem o confessionário achava besteira, mas confesso que tinha vontade de ver o padre Epilef pelado e quem sabe trepar com ele, já tinha 18 anos e sabia que meu corpo chamava a atenção das pessoas.
Nesta época eu e minha família nos mudamos para SC onde moro até hoje. Há anos moro no bairro de Forquilhinhas em São José, namoro um rapaz bem gostoso e trepamos bastante, ele sabe chupar um pau e um cu como poucos, já trepamos a três, ele sabe fazer bem o papel de passivo e ativo muito bem e eu também não fico atrás, nasci para isso kkkk !!!!!!!
Um dia fui ao supermercado Xande aqui no bairro e depois resolvi passar por uma loja de 1,99 e lá olhando as coisas percebi que havia um rapaz de mais ou menos 30 anos, muito bonito, de maneiras educadas, cheiroso, bem vestido e de um corpo todo lindo, negro e tesudo, fiquei logo excitado, bolei um plano e me aproximei dele, perguntei a ele se ele conhecia uma certa marca de camisinha que vendia lá na loja ele me respondeu que não sabia porque não usava, estranhei, então brinquei: “ marido fiel, né? kkk “, ele disse que não usava porque era padre, pronto bastou para o meu pau quase rasgar a cueca e meu cu começar a piscar, então vim com um papo bobo dizendo que pouco ia à igreja por falta de tempo, do meu tempo de escola e minha vida religiosa na época. Inácio disse que estava na casa dos pais, a paróquia dele é no interior do RS, perguntei a ele o que faria à noite, como não faria nada o convidei para ir a minha casa e para meu espanto ele aceitou, muito bom pois meu namorado estava viajando para o exterior.
Por volta das 19h Inácio apareceu em minha casa, moro perto de uma escola pública aqui de Forquilhinhas ele estava com uma roupa mais leve afinal de contas fazia calor, conversamos sobre alguns assuntos, ele tinha um cordão com um crucifixo grande no pescoço, eu cheio de más intenções, bebemos um refrigerante ( nem eu nem ele bebemos bebida alcóolica ), ele talvez só vinho kkkk. Sou tão ordinário que derramei de propósito um pouco de refrigerante na calça clara dele, pedi-lhe desculpas e disse para ele tirá-la para não manchar , quando o padre tirou a calça a cueca veio junto e o pau já estava duro entendi a mensagem e coloquei a boca, ele tentou disfarçar e pediu pra eu parar, eu disse: “ pára de frescura, Inácio, curta o momento!”, ele deu uma gemida, já fui baixando e chegando àquele cu lindo e cheiroso, lambi, mordi, chupei, ele me virou e caiu de boca na minha rola de 20 cm, a dele tem 17 cm daí começamos a nos beijar loucamente, ele me sentou na minha cara e aproveitei para chupar o pau e o cu e mandei ele deixar aquele pau duro e me comer bastante. Ele disse que fazia tempo que não dava uma trepada gostosa como aquela, disse que eu era um diabinho, então disse a ele que tirasse o demônio de mim com aquela rola dentro de mim, ele me virou de cabeça pra baixo e enfiou aquela pica preta maravilhosa eu gemia como uma puta e ele também, de repente ele enfia o dedo no cu e pedi pra eu enrabá-lo, cuspi na mão e passei na ruela de Inácio e enfiei minha rolona no viado do padre que gemia e dizia que queria gozo na boca, foram muitos beijos, chupadas e mordidas. Uma hora olhei para o lado e vi o crucifixo dele , peguei e mandei ele passá-lo no meu corpo e depois enfiar no meu cu afinal eu estava com o diabo no corpo kkk, ele disse: “ Isto eu não faço, aí já é demais !!!”, disse-lhe que demais era ele trepar como uma putinha e ficar de frescura, peguei a sua boca e dei uma mordida ele me chamou de filho da puta , deu um tapa na minha cara e enfiou o crucifixo no meu cu rosado eu dei uma gargalhada e cuspi na cara dele , xinguei bastante e mordi bem no meio do cu do meu santo do pau nada oco, ele enlouqueceu e disse que queria fazer um 69, fizemos e acabamos gozando um na boca do outro, ele acabou dormindo lá em casa e demos outra trepada, afinal meu ministro da Santa Sé há tempo não trepava e não sabia quando iria, porém disse que na cidade dele evitava qualquer contato íntimo com os homens de lá , mas já havia tido, pois era difícil segurar e recebia muita cantada tanto de homem como de mulher. Na segunda-feira ele foi embora, mas disse que quando viesse a meu bairro iria me visitar e quem sabe transar com meu namorado também. Sem dúvida Inácio era um padre que merecia um altar para transar muito …
Sou negro, 1m74, 78 kg, gostoso, bonito, 20 cm, passivo, bastante carinhoso, gosto de chupar pau e cu (principalmente). Quero conhecer ativos da Grande Florianópolis, preferência a morenos, mulatos e negros sem vícios e sem enrolação.


Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

Quando Joel me comeu


Online porn video at mobile phone


contos eroticos entre irmãospadres gays transandodei pro meu professorpapai me comeu gayultimos contos eróticos gayúltimos contos eróticos gayscontos gayacontos exibicionistacontos eroticos tio e sobrinhoencoxada gay no onibusfodasse meu irmaocontos incestos gaysultimos contos gaycontos bissexuaiscontos eroticos de crossdressercontos shemalepadres gostososcontos gay ultimocontos eroticos bissexuaiscontos incestos gaysconto erotico com padrastocontos gay ultimocontos gay 2015negao gordo gaycontos eroticos gay primeira vezconto encoxadafodasse meu irmaocontos eroticos de irmãosgay ruivocontos gay ultimocontos eróticos gay 2016travesti patycontos eróticos dominaçãocontos eroticos crossdressercontos exibicionistaultimos contos eróticos gaymaludo na praiacara parrudodei pro meu professorultimos contos gayúltimos contos gaycontos exibicionistacontos gay familiacontos crossdressconto encoxadanegao gordo gayconto gay padreconto gay mendigocontos eróticos gay 2016contos eroticos incestos gaycontos gay amigoconto erotico dentistacontos gay ultimos contoscontos gay amigosconto erotico motocontos eróticos gay ultimoscontos eroticos pedreiroscontos crossdressingúltimos contos gayscontos glscontos gay amigoscontos eroticos gay papaisalva vidas gostososultimos contos eroticos gaycomendo meu enteadofunkeiro de pau durocontos eróticos gay primocontos eroticos cdzinhaspadres gostososcadeirante pauzudogay chupando caminhoneiroconto erotico pai e filho gaycontos shemaleconto gay mendigocontos gay ultimosconto gay escolacontos eroticos bissexuaiscontos eróticos gay 2015ultimos contos eróticos gaymaludo na praia