No almoxarifado com meu negão.


BY: joseneto Tudo começou no ano de 1.997, em um hotel que trabalhava como auxiliar contábil, usarei nomes trocados, para não levantar suspeitas.

já fazia algum tempo em que trabalhava neste hotel em são paulo, quando fiquei sabendo que no almoxarifado havia sido contratado um rapaz de vinte e um anos de idade, quando fui apresentado, fiquei admirado com sua beleza, douglas era um rapaz simpático de cor negra, olhos negros 1,67 de altura, um espetáculo.

após alguns meses de convivência, notei que o mesmo me olhava de maneira diferente, fui ficando com muito tesão com aquela situação, até que um dia criei coragem e comecei a dar em cima, ele sempre dizia que o seu negócio era outro.

mas não desisti, até que deu certo, ele perguntou se eu teria mesmo coragem de chupar o seu pau, e eu disse que sim foi quando ele falou para decermos até o almoxarifado, chegando lá, pude notar seu volume imenso por sobre as calças, não resisti enconstei suavemente meus lábios nos seus e dei-lhe um beijo de língua, após nos beijarmos o mesmo me segurou pela cabeça, e me conduziu até a sua rola que estava quase por rasgar sua calça de moleton, quando a descobri vi que a mesma era muito grossa e comprida, chegando mesmo a ter uma envergadura para o lado direito, fiquei maluco, me atirando a um boquete que parecia não ter fim, douglas gemia e me chamava de putinha, vadia, dizendo pô mano que boquinha gostosa, chupa cara, chupa o pau do seu negão, engole ele todinho, quero gozar na sua garganta, chegando até mesmo me pegar pelos cabelos, com um louco movimento de vai e vem, até que não resistindo mais com as loucuras que fazia com seu pau, disse não aguento mais vou gozar, recebí aquele jato de porra quente de macho todinha em minha boca, e ele ainda me dizendo engole a porra do teu macho, e gemendo como um aluciando, obedeci de pronto quando levantei o mesmo me disse pô mano me deixou com as pernas mole, depois disso transamos varias vezes, mas em outra oportunidade eu conto.



Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu vonto junto com o meu comentario:

Outros contos publicados desse mesmo autor
 


Próximo Conto

Chupei e gostei


Online porn video at mobile phone